terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Prestes a se aposentar, Roberto Carlos vira empresário de dupla de forró

O lateral esquerdo Roberto Carlos disse em entrevista ao jornal espanhol Marca que deve pendurar as chuteiras no final deste ano. Ele, porém, está muito longe de largar o trabalho. Aos 38 anos, Roberto Carlos está só iniciando uma nova carreira: a de empresário da música.
Mesmo morando na Rússia, o lateral gerencia atualmente a carreira de Paulinha Abelha e Marlus (veja no vídeo), ex-integrantes da banda Calcinha Preta. De lá, colabora para a promoção da “primeira dupla de forró do Brasil”, segundo ele, e já traça planos para sua empresa do show business, a RC3 Shows.

“Meu projeto com a RC3 é grande”, disse o jogador, em entrevista ao UOL Esporte. “Acho que com a minha imagem eu posso ajudar muitos cantores a fazer sucesso.”


A experiência de Roberto Carlos no mundo musical não é recente. Em 2007, enquanto jogava no Fenerbahce, da Turquia, o jogador chegou a agenciar artistas como Fábio Júnior, Joelma e Chimbinha e o próprio Calcinha Preta. Divergências com alguns sócios, entretanto, fizeram com que ele se afastasse do mercado até o ano passado.
Agora, mais experiente, Roberto Carlos procura novos talentos. Avalia sempre que pode as músicas que recebe via internet de candidatos a novos artistas do forró ou axé, sertanejo e pagode. Caso goste de alguma coisa, o jogador conversa com seus assessores no Brasil e marca conferências via computador com as possíveis estrelas.



“Eu converso com eles e cobro dedicação”, afirmou Roberto Carlos, no estilo empresário linha-dura. “Tem cantor que é pior que jogador de futebol. Se tem que fazer show em uma cidadezinha a 500 km, já faz corpo mole, reclama do valor do cachê. Assim não dá.”



Paulinha Abelha, que trabalha com o jogador há seis meses, confirma que Roberto Carlos é exigente, mas diz que ele é muito preocupado com o tratamento dado aos artistas que ele empresaria. “Ele está sempre perguntando sobre o tratamento que estão dando para a gente”, afirmou.
A cantora disse que o lateral está sempre em contato com ela, seja por telefone ou por internet. Disse ainda que ele é muito humilde e a trata de igual para igual. “Ele não sabe o mito que é, do respeito que as pessoas têm por ele”, complementou. “Depois do Roberto Carlos, nosso trabalho passou de cem para mil.”

O lateral, apesar de morar longe, tem acompanhado a dupla em alguns compromissos para ajudar na divulgação dos cantores. Esteve, inclusive, em programas de TV apresentando a dupla.


Roberto Carlos está tão presente que Paulinha faz planos. Quer que o lateral faça uma participação, como cantor, no DVD que ela e Marlus gravarão em julho, em Aracaju. “Quero que ele cante uma música com a gente”, disse ela. “Tomara que ele tope.”


                                                                       Matéria : Uol Esporte Futebol 
                                                                                                                                                 Texto : Vinicius Konchinski
                                                                                                                   ( http://esporte.uol.com.br/futebol/ )


.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...